Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Princesa Sem Tiara

Blog pessoal, de alguém que pela escrita é apaixonada e à moda já há muito se rendeu!

11
Jul16

CAMPEÕES!

5545452.jpg

 

" Se desse lado estiverem 11 canhões apontados a vós, deste lado estarão 11 milhões a marchar com vocês". 

 

Era a final e ver em casa não era suficiente. Tinha decidido ver o jogo com os meus pais e entre uma mãe que gosta de festa e um pai que adora sossego, o jogo da final levou a melhor das decisões e com uma hora de adianto já estávamos pelo centro de Braga para ver o jogo. As famílias juntavam-se, os amigos cumprimentavam-se. Às costas as bandeiras, ao pescoço os cachecóis. Traziam os banquinhos e as geleiras e a receita da folia. E o ecrã enorme, o recinto e as duas bancadas, tornaram-se pouco, tão pouco para uma cidade que saiu à rua e se juntou, com portugal ao peito e a esperança na alma. De frança fez-se ouvir o hino. Da segunda casa de tantos portugueses de alma lusitana, coração valente e conquistador. Bandeiras no ar, cachecóis ao alto e garra na voz. Cantou-se aos heróis do mar e à nação valente. Cantamos em uma só voz. E eu que não sou de ver o futebol, vi a imensidão de pessoas fazer o ecrã tornar-se demasiado pequeno para quem não queria perder um momento que fosse e acabei por ver o jogo no mesmo local de há 12 anos atrás. 12 anos depois. Os nervos tomavam conta de todos nós. Por cada canto do país, por cada casa portuguesa sofria-se, vibrava-se, exaltavam-se as palavras contra a televisão e a incredibilidade fazia-nos acreditar ser possível. Chorámos com o Ronaldo, assim que os Franceses lhe tentaram tirar o sonho. Achavam que tirando o melhor do mundo do campo, nos tiravam a garra. E mais do que nunca, Portugal uniu-se. Era hora de calar os críticos e mostrar a união. Ser a alma portuguesa e o fado de uma nação. Ronaldo juntou-se ao mister, cuja crença lhes deu força e nos tornou capazes. E pelo jogador mais criticado surgiu o golo da vitória, num momento que ficará para história. O Éder que por tantos nem deveria de ter sido convocado, deu-nos o sonho, a taça e provou que de alma e vontade se faz um português. Do São patrício, ao puto maravilha, o joker da sorte e o monstro, foi por cada jogador em campo que ontem se ergueu a taça. Pediram-nos para acreditar e 11 milhões se uniram a eles. Que tremendo orgulho ver aquela taça erguida por esta nação valente. Obrigada a vocês, que doze anos depois nos fizeram gritar a grandeza deste país e encheram as ruas de cada canto desta nação, de emoção, alegria e união. Obrigada a todos vocês, de cada modalidade, que ontem fizeram do dia 10, um dia de conquista e levaram no nome de Portugal o triunfo da vitória.

 

(P.s: Tinha um post de moda agendado para hoje, como um blog de moda que se preze. Mas se antes uni-me a 11 milhões para apoiar, hoje uno-me a 11 milhões para agradecer.)

 

 

2 comentários

Comentar post