Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Princesa Sem Tiara

Blog pessoal, de alguém que pela escrita é apaixonada e à moda já há muito se rendeu!

30
Ago17

Esquisitice ou Realidade?

21122043_1402269559870967_1149002634_n.jpg

 

Há uns dias atrás num jantar com umas amigas falávamos sobre os homens. E em que como é tão difícil arranjar um homem depois dos 25 anos. É como se depois de uma certa idade os homens se resumissem a certas categorias. Entre os que já não querem saber do romance, aos que só querem "aquele" primeiro encontro, ao homem demasiado direto e desinibido e aos que ficam nas discotecas parados a mirar as mulheres, uma a uma, sem sequer conseguiram disfarçar. Depois, os comprometidos. E homens bons para uma relação (já nem por aqui se fala em casar!) parecem cada vez mais a categoria em vias de extinção. Mas será isso verdade? Ou será a nossa visão distorcida da realidade? Crescemos com a história do principe que salva a princesa. Dos filmes românticos do cliché demasiado ensaiado. E entre os romances do nicholas sparks que nos fazem querer mais. Nas relações e nos homens. E acabámos por encontrar defeitos por achar que não é perfeito. Ficarão as mulheres mais esquisitas com a idade ou os homens mais longe da realidade? Entre a lista de critérios que impomos logo e analisámos minuciosamente, em cada detalhe dele, à espera de indícios como uma barreira de defesa para não nos magoarmos, às expetativas. Não há pior inimigo do que as expetativas. Isso e a sociedade. Não podemos negar que depois dos 25 anos de idade as mulheres têm dois relógios. O biológico e o da sociedade/familiar. Então quando casas? E não queres ter uma casa tua? E não há nenhum namorado? E quando dão por ela já a família está a juntá-la a algum solteiro conhecido. Enquanto os homens ainda se querem divertir e conhecer lentamente as mulheres. Ou fazer a vida com calma e muito calmamente. É como se com a idade passasse aquela fase do relacionamento sério e o aproximar dos 30, fosse a nova crise de meia - idade masculina do século e verem-se num relacionamento sério fosse o maior erro que podiam fazer aos seus, já poucos, vinte's.  E as mulheres fecham-se. Reservam-se. Criam barreiras. Aprendem a dizer mais "não's". E lixam-se com as expetativas.Que conseguem magoar mais do que a realidade. E com os romances que tantas vezes nos fazem desejar o principe da história em vez do homem real que está ali. Nós, as mulheres que não se tornam esquisitas, mas limitam. As vezes que terão de aturar mais "caramelo's" até encontrar o homem. Que ligue depois do primeiro encontro. Que a faça apaixonar-se um bocadinho mais todos os dias. Que se preocupe, que esteja, que ame. Que faça as histórias de amor, com finais felizes, ficarem mais próximas da realidade. Mas, mais do que isso o homem que esteja disposto a subir as barreiras, a fazer-nos esquecer a fantasia, a pôr de lado a fantasia e a subir à realidade. E esse já é um belo de um princípe. 

4 comentários

Comentar post