Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Princesa Sem Tiara

Blog pessoal, de alguém que pela escrita é apaixonada e à moda já há muito se rendeu!

23
Dez16

Um Natal de Tradições






Dia 24 de Dezembro e a agitação estava instalada. "Falta o casaco! ... Espera, e a escova dos dentes?! Levas o bolo de anos do pai?!" Desde que me lembro que o Natal significa a época da família, da que vemos nas épocas especiais. Passar a consoada a ver jogarem ao dominó. Dormir até os galos acordarem com a luz do dia. Uma consoada caseira, pelas mãos da avó. Com a canja que mais ninguém sabe fazer igual. Reformulam-se as rotinas, mantêm-se algumas tradições. Numa menina do campo, que reservo para os meus. Num Natal que se faz de tradições. O pão-de-ló que nunca pode faltar. O polvo suculento. A roupa quente e confortável, sem tendência ou moda que se apresente. Reúno à volta dos meus. Entre o cheiro da aletria e mexidos, acabada de fazer pela mãe, dom que a avó incutiu. Ao bacalhau que o pai não larga de vista, na iguaria que não dispensa, naquele que se juntou ao Natal, para ser o seu dia. E a família que o coração juntou. Mudaram-se as tradições, das memórias de infância. Numa magia de Natal, que não se apaga. E em tradições que se constroem. O Natal, não é uma rotina certa. Nem o poderia ser. É o espírito em cada tradição que se vive novamente. E o amor e união em cada mesa de consoada. Num Natal de tradições que se fazem e refazem, em cada ano, como uma história.

2 comentários

Comentar post