Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Princesa Sem Tiara

Blog pessoal, de alguém que pela escrita é apaixonada e à moda já há muito se rendeu!

08
Mar16

Uma Fibra Impercetível!

img_650x412$2015_09_09_11_37_08_106567_im_63577395

E quando paro, para olhar no tempo, vejo quão forte é a Mulher. Feita de uma fibra ainda hoje imperceptível. O coração sempre na boca, de uma sentimentalista, impede-a que seja de aço. E, os dramas que abraça, sempre de pé, retribuídos por um sorriso, não fazem dela maleável. É certo que não.  Até os saltos altos, são prova da força, de quem tanto faz, como se de provas de malabarismo se tratasse. A ambição escondida no olhar, fazem-na querer sempre mais. Onde não há tempo para um cansaço. E nas pausas, que nunca tira, acaba sempre por querer mais. O pequeno elogio é uma vitória, de quem faz de um corpo minúsculo uma armadura. Ele, que aguenta hormonas, lágrimas e sorrisos. Esforço, de quem o mundo quer conquistar. Guerreiras. Por um trabalho incessante, da profissional à mulher, o seu relógio não dá descanso. Carrega o mundo às costas e o peso do mundo nos ombros. Só assim ela sabe amar. E, no fim do dia, mesmo quando a tristeza bate à porta, ela sorri. Num sorriso sereno, de quem já tanto fez mas com a certeza que no caminho que segue, ainda há muito por percorrer.

 

Impensável seria deixar passar ao lado o dia da Mulher. Ainda mais impensável, é eu perder o meu vício de escrever .Mulher com um “M” grande. O seu percurso não foi fácil, a sua evolução tumultuosa e, as conquistas carregadas de dor. As tarefas domésticas eram a sua profissão e a cozinha, o seu espaço de imposição. Não por vontade mas, pela sociedade. Essa, tenebrosa sociedade masculina, abafava os seus ideais e inferiorizava os seus sonhos. A sua voz era rebaixada e recalcada. Não tinha valor, a não ser para gozo, satisfação que dava a essa sociedade, a mulher era o seu objecto. Poder olhar para as mulheres de hoje é um sentimento de orgulho e de admiração. Hoje, sei o que custou para chegar aqui. Ou melhor saber nem sei, li e imagino. Guerreiras, audazes e destemidas, é graças a elas que hoje temos uma opinião e, uma palavra que será ouvida na sociedade. Mas dou valor. Hoje, a cozinha foi trocada por escritórios majestosos e, as lides domésticas por cargos de chefia. O vestuário, largo e insípido hoje dá lugar a peças de alta-costura a verdadeiras obras-de-arte que são a sua apresentação. Mas não pense que nos dias de hoje temos o mundo, a nossos pés. Os homens ainda comandam os postos de trabalho com facilidade e, nós temos de lutar pelas nossas profissões.


Crescemos, desde pequeninas, com as voz dos nossos sonhos e a força das nossas ambições, a admirar a mulher que um dia iremos ser e, a estudar pelo cargo que um dia queremos ter. Universitária, que hoje pode ser, ela conquista os melhores lugares e as melhores notas e, luta por um cargo que sabe que estará lá fora à sua espera. Ela, não cruza os braços, mas arregaça as mangas e não se deixa vencer. Agora no mundo de trabalho, é a ela que irão ver fazer as horas extraordinárias, dedicar-se até à última exaustão sempre com um sorriso nos lábios e, aceitar até as pequenas ofertas, porque até essas são ensinamentos. Hoje, com uma família, ela é Mulher, Mãe, Empresária, Amiga e, Dona de Casa e consegue fazer tudo sem descurar um pormenor. Porque a vida não foi fácil e, se chegou até aqui sabe que não. Mas ela orgulha-se de dizer, “ é por mim, que hoje cheguei até aqui!”. E eu orgulho-me também.

 


f_180549.jpg

513866036_770x433_acf_cropped.jpg

ZOE_2338366a.jpg

642x306_114 (1).jpg

1 comentário

Comentar post