Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Princesa Sem Tiara

Blog pessoal, de alguém que pela escrita é apaixonada e à moda já há muito se rendeu!

Princesa Sem Tiara

Blog pessoal, de alguém que pela escrita é apaixonada e à moda já há muito se rendeu!

Sab | 21.08.21

QUEM DIRIA?!

Princesa Sem Tiara

new.jpg

Quem diria que este ano a minha, nossa vida, ia mudar por completo e que daqui a menos de um mês iríamos ser pais?!

Se no final do ano passado alguém me dissesse que a meio de janeiro íamos ter uma enorme supresa que ia mudar por completo a nossa vida eu jamais acreditaria! Sempre fui daquelas pessoas dos planos delineados e objetivos traçados. E adiar um pouco as coisas até achar que era a altura ideal. Como a maternidade. Embora já tivesse um relógio biológico que volta e meia desse sinal. Pensava sempre que ainda não era a hora certa. Não pela idade, que sempre pensei que gostava de ser mãe antes dos 30, mas por todas aquelas coisas que vamos ouvindo e que vamos metendo na cabeça como o caminho certo a seguir. A situação financeira, o casar, o ter casa, a vida a dois! E só depois os filhos. Mas, sabem quando dizem que às vezes a vida troca-nos as voltas e de repente temos uma enorme surpresa que se torna no melhor que podia ter acontecido?! É exatamente isso! 

E, de repente, já são 36 semanas e estamos a tão pouco tempo de conhecer esta bebé que já nos tem ensinado tanto. Que já nos tem mudado tanto para melhor. E, que nos uniu ainda mais. A estes pais que andam num frenesim de ansiedade com a sua chegada, a dar imenso mimo a esta bebé que se mexe imenso e interage dentro da barriga e a preparar tudo! Sim, porque quem diria que ia chegar às 36 semanas e ainda ia andar por aqui com dúvidas do que levar nas malas de maternidade?! Que isto de termos um bebé no meio de uma pandemia em que o pai não pode sair do hospital, faz-nos ter receio se estamos a levar tudo o que precisámos. E depois pensar se estamos a levar a mais, e se vamos parecer que vamos de férias por uma semana. Entre indecisões de levo roupa tamanho 0, ou esta bebé que já está gordinha já só vai vestir 0 tamanho 1, vou pedindo dicas e conselhos a quem percebe, e ativar o modo prático de uma vez.

E, sabem uma coisa, quem diria que esta bebé me ia acalmar tanto?! Eu - que tinha como nomes do meio worhaholic e stressada - de repente aprendi a desacelerar, a acalmar e a aproveitar o máximo de tempo para mimar esta barriga e esta bebé - e a fazer aquilo que adiei quase até ao máximo, repousar! Agora, com 36 semanas, uma barriga fofa enorme, que faz as pessoas pensarem que esta bebé já está para nascer para a semana - como ainda hoje me disseram outra vez! - de repente ando a encarnar aquela música do Martinho da Vila, do "é devagar, devagarinho" e há dias que me sinto entre uma tartaruga idosa obesa e um hipopotamo a precisar de fazer massagens drenantes. E o meu pézinho de cinderela tamanho 36 e, às vezes até 35, agora nem em alguns pares de calçado tamanho 37, serve. Acreditem, quando se diz que o corpo da mulher grávida incha no final da gravidez não é nenhuma piada de dia 1 de Abril. E as estrias?! Pelos vistos, já tenho duas ou três amigas desses aqui no fundo da barriga a quererem travar amizade comigo. Pelos vistos, já que eu não vejo nada do umbigo para baixo - ao menos para nem ver essas amigas nem me importo. Já fazer a depilação agora virou tipo missão impossível 3. Sim 3, porque os episódios do filme 1 e 2 ao tempo que já lá vão. Se soubesse o que sei hoje, ao tempo que tinha ido à incrível Marlene e começado as sessões de depilação a laser, já que as poucas que fiz já deram um jeito enorme ao deixar-me as pernas com muito mas muito menos pêlos.

E, claro, que Ângela sendo Ângela que deixa tudo para a última o que é que também tinha que acontecer? Deixar a sessão de gravidez para a útima, claro! Então, para a semana, às 36 semanas e 5 dias temos a sessão de gravidez e eu já ando a pensar se vou ter que ir com um lençol da cama e os chinelos do Bruno calçados! Mas, sabem uma coisa que vai parecer o maior cliché do mundo?! Quando a bebé se mexe dentro da nossa barriga, nem queremos saber das estrias, da celulite, do corpo inchado e nem dos quilos a mais. A única coisa que pensámos é na vontade enorme que temos de a conhecer e como já falta tão pouco tempo para isso acontecer.

Quem diria que o tempo ia passar tão rápido e que já falta

tão pouco tempo para conhecermos a nossa bebé?

IMG_5470-4 (2).jpg

 

E este look que tem a história perfeita para o título deste post?!

Vejam até ao fim que já vos conto tudo!

 

IMG_5474-4.jpg

IMG_5476-4.jpg

IMG_5479-3.jpg

IMG_5502-3.jpg

 

Quando combinámos fazer esta sessão a Rita disse-me que tinha um vestido da nova coleção da sua marca, a Laranja Tijolo, que podia fotografar num look pensado por mim. E eu, já a pensar que ia estar de 28 semanas no dia da sessão e com uma barriga a ficar cada vez maior, quando ela me disse o tamanho do vestido disse-lhe logo que achava que não me ia servir. Mas, claro, que ninguém melhor do que quem conhece as peças de roupa que cria para saber como elas vestem e a Rita disse que ia trazer na mesma o vestido para eu ver. E não é que assim que o vesti este vestido assentou-me que nem uma luva?! Fluído, confortável, a assentar nos sítios certos e a favorecer esta minha silhueta de grávida. E quando vi as fotos deste look, fiquei ainda mais com a certeza que este vestido tem o corte perfeito e é o vestido preto que todas nós mulheres devemos de ter no nosso roupeiro. Leve, fluído, confortável, elegante, com um decote que nos faz parecer mais alta, um corte que nos faz mais elegantes - de frente mal se nota a barriguinha! - e com bolsos. Que mais poderíamos querer num vestido preto elegante, versátil e intemporal como este?

IMG_5511-3.jpg

 

Mamãs desse lado, que dicas/conselhos querem partilhar com esta futura mamã de primeira viagem?

 

baby.jpg

Vestido da marca portuguesa

Laranja Tijolo: Facebook | Instagram

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.